Publicidade

loading...

Tillandsia Disticha

16:44:00




Nome Científico: Tillandsia Disticha
Nome Popular: Tillandsia Disticha
Família: Bromeliaceae
Subfamília: Tillandsioideae
Origem: Colômbia, Equador e Peru
Ciclo de Vida: Perene
Regas: Devem ser feitas com ajuda de aspersor e sempre com água de chuva ou desmineralizada
Solo: Não requer o uso de solo
Adubagem: Usa-se o mesmo adubo para orquídeas (hidrossolúvel) 1/4 da medida recomendada pelo fabricante
Luminosidade: Ambiente bem ventilado e bem iluminados
Cuidados: Proteger de ventos fortes
Multiplicação: Novas mudas surgem da base da planta mãe


A Tillandsia Disticha é uma espécie pertencente a família botânica Bromeliaceae nativa da Colômbia, Equador e Peru, em altitudes de até 1.650 mts. acima do nível do mar.
Cresce sobre rochas e árvores nas áreas de florestas secas do Peru, Equador e Colômbia. Possui algumas poucas subespécies com diferenças muito sutís entre elas, como por exemplo, a Disticha Major e a Disticha Var. Disticha.
A variedade Disticha Var. Disticha tem a sua folhagem mais curta e os deslocamentos não nascem nas axilas da planta mãe. Já a Disticha Major, possui uma folhagem maior e produz os deslocamentos nas axilas da planta mãe.
Todas as subespécies têm uma base com um bulbo ereto, com escapo delgado e uma bráctea na folhagem verde musgo. As pétalas da flor são amarelo canário e as vezes exalam um suave odor doce.
Apenas as variedades menores da Disticha têm as margens das brácteas florais marrom e crescem em níveis mais baixos de condições de luz e umidade, mas são resistentes suficientemente para tolerar a seca e maior intensidade de luz.
Outras variedades prosperam com iluminação mais intensa, exigindo regas frequentes e fluxos de ar mais intenso, então em ambientes fechados necessita de muita umidade.
Formam touceiras sem aglomeração, indo cada planta em uma direção diferente.
Deve ser cultivada em ambientes bem iluminados e abrigado do sol direto, com boas correntes de ar e com temperaturas que podem variar entre 10º e 35º C.
As regas devem ser feitas com água de chuva ou desmineralizada, em forma de névoa (com auxílio de um aspersor). A adubagem pode ser feita com adubo de orquídeas hidrossolúvel diluído em água, na proporção de ¼ da dosagem recomendada pelo fabricante.
Após o florescimento da planta adulta, novas mudas surgem em sua base.




Postagens Relacionadas

0 comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
blog search directory Diretório de Blogs Comentar/adicionar no Comentarium Home & Garden Blogs
Home & Garden online
20 Minutos
Follow me on App.net Review http://www.multiflorafernandopolis.blogspot.com on alexa.com GeraLinks - Agregador de links Ver! Follow on Bloglovin