Publicidade

loading...

Begônias - Saiba Tudo

20:36:00


Cores e tons mesclam harmoniosamente estes belos e conhecidos exemplares da Natureza; são as begônias e suas múltiplas e perfeitas cores, que parecem ter sido pinceladas à mão, pelo próprio Criador, são tão belas e perfeitas que seduzem os consumidores à décadas com sua infinidade de tons de cores, que podem variar do rosa, cobre, vermelho, branco, roxo ou cinza-prateado, dependendo da variedade, mas sempre com requinte e perfeição em seus mínimos detalhes.



A grande variedade de híbridos garante as begônias uma extensa quantidade de cores e texturas e para aumentar ainda mais a sua sofisticação, apresentam suas folhas em formato de coração. Esse conjunto perfeito, garante à begônia um público fiel e cativo que a coloca entre poucas espécies que são muito apreciadas no ano inteiro mesmo sem as suas tradicionais floradas, que são de belas e delicadas flores, mas que diante da beleza dos detalhes das folhas perdem espaço na preferência dos amantes apreciadores de plantas; talvez por isso ela é facilmente encontrada durante todo o ano nas prateleiras de hipermercados, viveiros de mudas e floriculturas por todo o Brasil.


A mais conhecida e cultivada variedade de begônia entre os brasileiros é a Begonia rex hybrid, que desde 1960 conquistou seu espaço no mercado de flores e no gosto dos consumidores, seja para o plantio em vasos, floreiras ou canteiros, afinal quem nunca se deparou com uma exuberante muda de begônia na casa da vovó ou da titia? A begônia é originária da Assam, leste da Índia e por volta do ano de 1856, dizem ter sido levada por engano para a Inglaterra, onde ganhou destaque e se espalhou pelo mundo. Nesta época surgiram seus milhares de espécies do gênero begônia e devido a este fato, hoje é possível encontrar no mercado centenas de híbridos, todos gerados em laboratórios ou por mutação natural da espécie.


Pelo fato de se reproduzir facilmente por estaquia, cada vez que surge alguma folha de cor diferente numa determinada muda, ela pode ser reproduzida sem muito esforço, gerando assim uma nova variedade com outra coloração. O processo é simples, basta colocar uma folha inteira ou em partes, para enraizar num determinado recipiente raso, contendo areia de construção e regar logo em seguida.
O desenvolvimento do seu sistema radicular é rápido, basta 40 dias e logo após 2 meses dependendo do clima e a estação do ano, você já pode transplantá-la para um local mais apropriado ao cultivo, preferencialmente envasá-las quando começar a brotar as primeiras folhas. Aconselha-se fazer este procedimento em estações com temperaturas mais amenas, ou seja, no outono ou na primavera. No inverno e verão é melhor deixar a planta envolvida em saco plástico numa pequena estufa, evitando que sofram com o frio ou com falta de água, que evapora rapidamente com o intenso calor.


Nesta fase de multiplicação evite de deixar sempre o substrato úmido, facilitando assim para a planta encontrar nutrientes, isso deixa as raízes preguiçosas, ao contrário dela ter que buscar o alimento para seu crescimento, estimule sua planta a crescer com raízes fortes molhando a planta somente quando a areia estiver seca. A begônia sem muita manutenção cresce em média cerca de 40 cm em 2 anos.


Para cultivo da begônia em canteiros, procure criar as melhores condições para seu desenvolvimento, procure plantá-las sob a copa das árvores, em áreas sombreadas, a begônia não suporta sol pleno e nem temperaturas inferiores à 15º C, então se as condições forem desfavoráveis é melhor cultivá-las em ambientes internos, mas bem iluminados.


Para o plantio basta utilizar terra e substrato pronto, que pode ser adquirido em viveiros de mudas, hipermercados e floriculturas, se quiser pode misturar folhas secas trituradas à mistura e manter o solo sempre bem drenado. Como a begônia prefere o solo levemente ácido, não utilize calcário nos canteiros. Não é preciso adubar o solo, mas é necessário todo ano fazer a descompactação para que as raízes respirem melhor, mas fique atento às regas, solos encharcados deixam as begônias fracas e suscetíveis ao ataque de fungos, o melhor é regar de duas à três vezes por semana, sempre pela manhã, isso evita a proliferação de fungos já que oferece tempo das folhas secarem até à noite.


O ataque de fungos também é comum acontecer no inverno, quando as temperaturas estão mais baixas e se tiver condição, seria aconselhável levar sua begônia para um local protegido.
A begônia é uma planta tuberosa, ou seja, acumula nutrientes em suas raízes e caules. Outra curiosidade da begônia é que as de coloração mais verdes, são mais ricas em clorofila do que as de coloração avermelhadas, sendo assim as de cor verde crescem mais rápido do que as de cor avermelhadas.
Em caso de ataque de pragas, basta aplicações de calda bordalesa, é produto natural e não vai oferecer riscos para animais e crianças, basta procurar em lojas especializadas, viveiros de mudas, hipermercados ou floriculturas, seguir as instruções e exterminar os invasores de seu jardim.
Tenho certeza de que agora você verá as begônias com outros olhos.





Nome Científico: Begonia rex
Nome Popular: Begônia
Origem: Assam, leste da Índia
Clima: Tropical
Solo: levemente ácido
Regas: regulares, mas sem encharcamentos
Multiplicação: por meio de estaquia
Adubação: não exige
Luminosidade: meia-sombra ou locais internos bem iluminados
Curiosidades: as de cor esverdeadas crescem mais rápido do que as de cor avermelhadas









CUIDANDO DE BEGÔNIAS



Postagens Relacionadas

3 comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
blog search directory Diretório de Blogs Comentar/adicionar no Comentarium Home & Garden Blogs
Home & Garden online
20 Minutos
Follow me on App.net Review http://www.multiflorafernandopolis.blogspot.com on alexa.com GeraLinks - Agregador de links Ver! Follow on Bloglovin